Slider

50 random questions

12 de dezembro de 2016

É um post migué? É. Mas achei que ia ser divertidinho responder.
Vi no blog My Other Bag Is Chanel e achei legal. Estava ensaiando quando postaria e hoje que não é um dia que eu adoro (segunda sua desgraça!) estou sem ideias, sem energia para invenções de posts, então vai esse monte de pergunta aleatória. 😁 


Eu sei o título, mas não sei o conteúdo

9 de dezembro de 2016

Tantas vezes eu vim aqui para escrever um post e só consegui colocar o título. 

Sempre tenho boas ideias para títulos de textos (daqueles textos mais filosóficos, por assim dizer). Porém eles são apenas o comecinho do desenvolvimento da história que eu iria contar. E o resto, cadê? Simplesmente não sai. Nenhuma gota de criatividade. Nem um resquício de ideia. Fica tudo lá, entalado no limbo da memória e eu sempre perco o fio da meada. 

Quero ler ainda em 2016

7 de dezembro de 2016

Será que ainda dá tempo de ler uma ou outra coisa no resto desse ano? Pois eu não sei, só sei que separei mais três livros que quero tentar ler ainda em dezembro de 2016, se conseguirei aí é uma outra questã

Para isso acabei que fiz um vídeo. Precisava atualizar o canal, precisava fazer esse post; se uni o útil ao necessário (acharam que eu ia dizer agradável né? haha). Provavelmente esse vai ser o único vídeo que irei gravar para as duas páginas. Caso eu mudar de ideia vocês saberão. 

O resto das explicações estão no vídeo abaixo, então. :)



Livros citados:
Nova gramática finlandesa (Diego Marani)
Shakespeare and Company (Sylvia Beach)
Na pior em Paris e Londres (George Orwell)



Aquela dos 30

24 de novembro de 2016

...ou 30 são os novos 20.

Então, cheguei aos 30. Lembram desse post aqui (do niver ano passado)? Nele eu falava um pouco sobre não gostar de fazer aniversário; dizia como eu tinha (sim, pretérito) problemas para dizer minha idade. Mas aquele post foi escrito porque passei por uma superação: a de não me importar de dizer que idade eu tenho. Por quê? Bom, porque não faz diferença que idade eu tenho fisicamente já que tenho cara de 20 mesmo, pois aqui dentro é o que importa, e eu sou várias versões de mim mesma. E agora com 30 que eu (re)descobri isso.

Taryn Knight: a cute cute illustrator

27 de outubro de 2016

Taryn por Taryn 
Não lembro exatamente quando comecei a seguir a Taryn no Instagram, mas bem me lembro que foi por causa da hashtag Meet the Artist, que rolou (ou rola sempre?) no Insta ano passado. Como gosto de descobrir artistas, e adoro ver ilustrações bonitas, comecei a segui-la pela arte, que eu achei super fofa e bem feita. 

Music to monday #19

17 de outubro de 2016

Já estava eu reclamando no Twitter que segunda-feira é o dia mais inútil do mundo. E pra mim sempre será. Porque eu fico inútil na segunda, mesmo tendo coisas pra fazer, não consigo um esforcinho pra poder designar minhas tarefas. E assim segue a vida: segunda sendo o pior dia da semana, pra mim.
Então sempre que eu estou nessa vibe (pois tem dia que apesar de ser segunda eu estou um pouco mais animada, mas não é o caso) eu venho com uma música que estou ouvindo mais, e se ela "casar" com o clima do dia, compartilho com vocês. 

A dessa vez é a Words da minha queridinha Birdy! Esse é o último sigle, até agora, do novo álbum. Tive minhas resistências com essa música, mas acabei me entregando ao clima mais sombrio e enevoado dela. Como sempre a jovenzita inglesa me deixando sem palavras. ;)

If I can't hold you now
Keep thinking that you might not come around
I have no words, I have no words to say
If I can't change your mind
Keep thinking, is this our last goodbye?
You say it first, you say it first to me



But first, coffee!

14 de outubro de 2016

...ou uma Ode ao café.
Todo dia eu preciso acordar, fazer o que preciso no banheiro (caaalma, é escovar os dentes e colocar minhas lentes de contato), e partir para cozinha fazer o bendito café. Caso contrário, meu dia não começa e eu não tenho energia para mais nada durante.

Porque sem café eu não vivo (meio dramático, mas é verdade).

Tem pessoas que precisam de café, mas não dão bola, no geral, para ele; tem outras que tomam por puro costume; tem gente que detesta, que não pode nem sentir o cheiro e tem os que necessitam todo dia porque precisam e porque amam. E tem em quem o café não faz efeito, mas a pessoa TEM que tomar uma xícara, ao menos. Essa sou eu. 

Meus filmes da Netflix - parte 2

9 de outubro de 2016

Pois é, esqueci completamente de vir aqui contar como foi aquela maratona dos filmes da Netflix que fiz em Junho. Alguém lembra? Pois bem, vim aqui dar uma pitada de parecer sobre a maratona (e como eu acabei nem terminando a dita cuja) e mencionar mais alguns filmes que PRECISO assistir para ontem por motivos de: perdi mais filmes por ficar enrolando para ver. Um Violinista no Telhado, Oldboy, Memento. Só para citar alguns.

Obviamente não contente com aquele monte de filme esperando para ser assistido, eu acrescento mais uns 4758 só para não perder o costume mesmo. Vivendo perigosamente. #soudessas #quementiranemsou

Metas para minha vida

1 de outubro de 2016

Vi pela blogosfera alguns posts de metas para Setembro e até pensei em fazer algo assim, mas olha só, deixei passar tanto que acabou-se o mês e metas eu nem fiz. Então pensei que a solução poderia ser fazer algumas metas para minha vida, e ir concretizando aos poucos. 

Uma lista de coisas simples, mas que podem sempre motivar para algo maior, além de serem bem mais fáceis de cumprir. Não quero colocar em uma lista algo que eu sei que posso desistir de fazer por obrigação ou mesmo pressão minha própria. Sem essa de fazer promessas que posso quebrar depois. Por essa razão a lista é composta por objetivos mais abstratos que podem me ensinar a ser uma pessoa melhor.

Favoritos de beleza #1

23 de setembro de 2016

Tenho lido mais blogs que falam de tudo um pouco, inclusive de moda e beleza, e me bateu uma vontade de compartilhar esse tipo de tema aqui também. 
Teve uma época em que eu mostrava os esmaltes que estava usando em alguma semana, parei por motivo nenhum. Simplesmente não pensei mais em postar sobre isso, mas eu gosto desse mundo dos cosméticos. Não sou a louca que compra um monte de coisa, mas tenho consumido algumas coisas diferentes (muito por ter mudado de país e ter que me adaptar com outros produtos) e que tenho gostado muito, então resolvi falar um pouquinho sobre.


Sobre o Leia Mulheres e mais desejos literários

18 de setembro de 2016

Esse post poderia ter saído em março, quando fiz o vídeo de update do projeto Leia Mulheres. Como tudo aconteceu tão rápido nem me toquei de que podia ter escrito sobre e linkado o vídeo. Pois aqui estou para remediar isso.

Bom, no vídeo a seguir (que foi o último que saiu no canal, vejam que coisa) vocês podem ver que livros de grandes autoras li - até aquele mês, Março - e em seguida uma listinha de desejos literários de algumas escritoras que quero conhecer ou quero continuar lendo mais. Não são muitos livros, porém são interesses genuínos nessas autoras que soube serem ótimas. Parece que estou tendo muito mais vontade de ler escritoras e isso me deixa muito contente; quer dizer que nomes de mulheres estão crescendo no mundo literário e que esse projeto pelo mundo afora tem despertado, não só em mim, mas em muitas outras pessoas o desejo em ler grandes escritoras. :)

5 ótimos livros para quem tem paciência

15 de setembro de 2016

Esse título deve estar soando um pouco sensacionalista. Falta de paciência para ler, isso existe? Do modo que vou mostrar para vocês, existe. 

É verdade que os livros que irei recomendar você precisa estar no clima, na vibe para ler; com vontade de ler algum livro mais denso, lento, com vocabulário diferente etc. Esses tipos de livros nem sempre vão ser a primeira escolha em algum momento da vida. Quando você está precisando ler sobre um assunto mais específico e não está com paciência para ler algo como os livros que irei citar. 


Assuntos polêmicos: porquê não falo sobre

12 de setembro de 2016

Poderia facilmente responder essa questão com apenas uma frase: porque quero evitar a fadiga. 

Porém, contudo, todavia (viram como sei fazer referencias a Chaves? que ridícula) podemos estender o assunto por uns parágrafos mais.

Primeiramente vamos abrir um grande parenteses aqui para nos perguntarmos o que seriam assuntos polêmicos. 
Quando alguém fica incomodado com certos tipos de assuntos, aqueles que atingem "a moral e os bons costumes" de algumas pessoas, bom, esse tipo de assunto, é polêmico. E assunto polêmico é, praticamente, sinônimo de assunto problematizador, coisa que a maioria não aguenta por, simplesmente, ser uma pessoa com uma visão tão quadrada que não enxerga que existe muito mais que a vã filosofia populacional possui. 
Falar sobre legalização do aborto é um tabu. Falar de Feminismo ainda é um tabu. Falar sobre cotas. Sobre casamento gay. De política. Tudo é polêmico por, justamente, não ser debatido com educação por algumas pessoas, ou pela ignorância delas, já que tem gente que parte pro ódio gratuito quando se tenta discutir alguns desses temas.

Blog de cara nova (de novo e de novo)

5 de setembro de 2016

Tenho essa mania de enjoar fácil de algumas coisas. Não que seja um problema, mas tem vezes que eu lido com isso de uma maneira levemente extremista. Se não está bom, vou lá e mudo tudo, mesmo que tenha mudado há pouquíssimo tempo.

Como vocês podem notar eu estou falando, principalmente, do Mundo de Morfeu. Pensando com lógica, é sempre bom a gente mudar o espaço que é nosso se não estamos mais contentes com ele, certo? Pois bem, eu andava meio com dor de cabeça daquela imagem colorido do cabeçalho que veio junto com o layout, que não fazia muito tempo eu tinha adquirido. Então eu decidi que queria algo mais natural, por assim dizer, algo que eu olhasse e pensasse "essa fonte, essas cores são exatamente o que o blog passa". Algo mais minimalista, até - mesmo que esse estilo seja, muitas vezes, questionado.

Minhas 100 músicas preferidas de todos os tempos

29 de agosto de 2016

Em vez do Music to Monday, vou compartilhar com vocês minha playlist das minhas 100 músicas favoritas de todos os tempos. :)

Explicação básica: não usava, e meio que ainda não uso (?), o Spotify por motivos de que eu sempre ouvi música no iTunes, onde também faço os scrobbles para minha conta no Last.Fm. Todavia o queridinho do iTunes não deixa compartilhar as playlists que você pode criar, então resolvi abrir uma conta free no Spotify apenas para cumprir esse quesito que o bonito lá não deixa (e assim, o iTunes não é perfeito, mas achei o Spotify um negócio tão ruinzinho que só está me servindo para as playlists mesmo).

Onde estão meus livros?

23 de agosto de 2016

Esse post é pra falar do restante das leituras que fiz depois de ter parado de fazer vídeos por um tempo. Comentarei em algum vídeo futuro? Talvez, mas como é incerto, achei que seria interessante falar em post do que achei das poucas leituras que fiz desde então.

Não há muito tempo, respondi a TAG dos 50%, já tendo uma boa ideia de como foram minhas leituras, e vocês podem acompanhar na aba leituras 2016 aqui no topo também, porém comentar mais informalmente é um modo de se conversar até mesmo sobre futuras leituras.

So let's go! ;)

Music to monday #18

25 de julho de 2016

Estou me intitulando The indie-folk girl por aí porque simplesmente me deu uma vontade imensa de só ouvir música indie. Não só indie-folk, indie-rock/pop também, porém gosto muito do estilo mais acústico e "faço-música-só-com-violão" que o folk tem, então é um dos meus estilos preferidos. 

E vocês se perguntam "Tá, mas e daí?", e daí que eu "descobri" alguns artistas indies-folks (e rocks e pops também) e acho que vou passar boa parte desse ano só ouvindo isso (ok que eu tava ouvindo Pearl Jam aí no meio, mas de resto era isso mesmo). As aspas são por conta de eu já conhecer os artistas, mas nunca ter parado para ouvir com atenção. Pois agora o fiz e estou nas nuvens. 

Uma desses artistas é a lindinha da Feist e seu indie-pop-meio folk delicinha. Estou bem viciadinha na música dela e passarei ouvindo, como disse, nos próximos meses. Escolhi a 1234 porque eu já tinha ouvido e gostado. O video clip é bem legal também. ;)
   

Oh, you're changing your heart
Oh, you know who you are
Oh, you're changing your heart
Oh, you know who you are
Oh, who you are



TAG dos 50%

27 de junho de 2016

Estou há dias tentando escrever algo para o blog e parece que a disposição não deixa. Aí quando eu estou meio ~bloqueada~ nesse sentido penso que uma TAG sempre ajuda a motivar. 
Quanto ao canal, logo vocês verão minha carinha na tela de novo, podem aguardar. ;)
Mas enquanto isso não acontece, decidi que responderia a TAG dos 50% no blog mesmo. Assim eu falo um pouco mais de livros e, como disse, quem sabe me desbloqueie para fazer mais posts, incluindo sobre livros, por aqui.
Ah, a TAG foi criada pelo canal Geek Freak.

Err..., eu li apenas quatro livros esse ano. É eu sei, tá difícil o negócio, mas espero voltar a ler mais agora no segundo semestre. Embora eu tenha lido quase nada, acho que consigo responder as perguntas da TAG se eu puxar os quadrinhos juntos. Pode, né? Pode, pois quadrinho é leitura também, oras! 
Vamos lá, então.

Desafio: meus filmes da Netflix

1 de junho de 2016

Vamos direto ao assunto: vou fazer uma maratona - ou pode chamar de desafio mesmo como no título dããã - de filmes da Netflix o mês inteiro de Junho. Irei assistir filmes todos os dias desse mês, então serão 30 filmes no mês inteiro! Mas espera aí que vou explicar como vai acontecer, o porquê e como eu lido com essa coisa de assistir filmes. Vem!

A virada da (minha) década

27 de abril de 2016

A vida. Ela é uma montanha-russa de acontecimentos, mas às vezes ela dá um jeito de ser só uma roda-gigante, com pequenas voltas, nada muito bruscas e você acaba se acomodando por conta disso.
Mas há momentos em que ela vira (ou volta) novamente uma montanha-russa e te pega de surpresa.

Estou me mudando. Mudando mesmo, daquelas mudanças grandes que além de físicas são mudanças de rotina; mudanças por dentro também. Pois mudar-se de lugar nos proporciona experiências, essas experiências mudam nossa visão das coisas e já não somos mais os mesmos desde então.

Vou para o Chile (marido recebeu proposta de trabalho, então estamos indo), de mala e cuia (e livros) e não sei bem o que esperar. Minhas expectativas estão altas sobre várias coisas, mas sei que tenho que manter meus pés no chão também, nunca sabemos quando algo pode terminar/ter um fim. Estou bem nervosa com várias coisas também. Eu tenho que aprender espanhol. Entendo um pouco, leio um pouco, mas não domino, então preciso aprender o básico (tá fácil! ou não).

Music to monday #17

11 de abril de 2016

...ou aquele em que detesto o termo "guilty pleasure".
...ou ainda, aquele da categoria desaparecida do blog por mais de um ano.

Esse post não vai ser textão. Pois nem quero me estender nesse assunto, só quero dizer que eu não gosto nem um pouco do termo guilty pleasure
Sabem para o que ele é direcionado? É basicamente para designar quando sentimos vergonha/culpa por gostarmos, sentirmos prazer em apreciar alguma coisa que é considerada ruim ou mal falada. 

Aí me digam: por que raios eu sentiria vergonha de algo que eu gosto (ou estou me divertindo, para dizer o mínimo)?
Se você sente culpa por algo que você gosta, ou você está sendo pressionada(o) a ser e sentir como os outros querem ou você sente essa culpa/vergonha por nada. Porque não precisa se martirizar por algo que você está gostando de fazer (assistir, ler, ouvir, apreciar etc.). Então vamos nos libertar dessa culpa generalizada e viver feliz com as coisas que nos fazem bem, independentemente do que os outros vão achar! \o/

E isso para dizer que esses últimos dias lembrei de algumas coisas que ouvia quando era adolescente e me deparei com... Avril Lavigne!!!
Nunca fui fã, nem ouvia muito, mas tem uma música que eu acho muito da bonitinha e que grudou na minha cabeça de novo: My World.

Can't help it if I space in a daze
My eyes tune out the other way
I may switch off and go in a daydream
In this head, my thoughts are deep
But sometimes I can't even speak
Will someone be and not pretend?
I'm off again
In my world

Se querem me julgar, façam como quiserem, mas saibam que eu tô me divertindo ouvindo e nem ligando para o que vocês, que julgam, acham. =P

Beijos de luz.



6 cantoras queridas

23 de março de 2016

Faz um bom tempinho que não escrevo sobre música, e estava ouvindo algumas cantoras que gosto muito e me deu essa vontade de compartilhar o porquê gosto tanto delas. 
Cada uma tem suas particularidades, seu talento, seu jeito lindo de cantar. E fora as duas últimas, que para mim são as donas dessa lista, as outras moças não estão em ordem de preferência. Simplesmente foram importantes em épocas diferentes da minha vida, então cada uma tem seu valor para mim. ^^

Venham comigo para saber quem são!


O que eu li: Fevereiro

10 de março de 2016

Esse foi o mês de terminar as leituras em andamento de Janeiro, ou seja, concluí tudo o que não tinha terminado no mês passado. xD
E parece que comecei bem o ano, pois gostei de todos os livros que li e me diverti com os mangás. A única coisa que não deu certo foi a TBR (to be read) que fiz, e que vou continuar insistindo porque às vezes funciona, e é bom ter uma base de livros que a gente quer ler. Foco não faz mal a ninguém, não é mesmo?

Como já disse em vídeo e no post passado, falarei mais dos livros, o que senti ou alguns detalhes curiosos sobre como fiz a leitura, mesmo que depois eu faça resenha. Porém assim acho que agrega na conversa geral sobre as leituras. Então vou continuar fazendo assim. :)


Os livros que nunca lerei

7 de março de 2016

Para leitores assíduos como somos, pensar que existem tantos, mas tantos livros no mundo; que a cada ano saem listas e mais listas de lançamentos, e que nunca vamos conseguir ler todos os livros que queremos, é praticamente doloroso. Isso, infelizmente, é uma realidade. Sim, mesmo que você leia 100 livros por ano; mesmo que leia 200, dificilmente um dia você acabará com a lista de livros que quer ler.

O que eu li: Janeiro

18 de fevereiro de 2016

Estava quase esquecendo de fazer esse post! Lembrei a tempo de não ficar tudo atrasado aqui no blog. =P

Então, em Janeiro não concluí nenhuma leitura de livros, apenas dois mangás. E não foi por causa de alguma ressaca literária; serei realista e admitirei que queria fazer outras coisas e não estava tão a fim de ler. Pronto, tiro um peso das costas quando sou sincera comigo mesma.

Contudo me prometi, e prometi a vocês, que iria falar dos livros mesmo sem te-los finalizados. Por que? Porque eu acho que mesmo não tendo concluído leituras eu quero falar mais sobre elas em si. Enfim, de agora em diante vai ser assim e acho uma boa saída para não me cobrar com número de leituras e  poder fazer um vídeo de o que eu li com conteúdo legal. ;)



O que eu li: Set, Out, Nov, Dez - 2015

21 de janeiro de 2016

Alá! Voltou com pouca vergonha na cara para fazer vídeo de leituras atrasado desde SETEMBRO DO ANO PASSADO!! Pode uma coisa dessas?! Bom, não adianta chorar pelo leite derramado, né? xD

Voltando agora com o post (vocês já entenderam que faço o post de lidos para quem só acompanha o blog, certo?) das leituras, então, desde Setembro. Pouca coisa, mas leituras ótimas. Uma, aliás, a melhor leitura de 2015! Como falo no vídeo, vocês podem ver porquê é minha leitura preferida no post de Retrospectiva Literária. E a felicidade é que nada foi ruim ou me decepcionou, todas foram leituras agradáveis e de boa qualidade.

O que eu tenho prezado ultimamente: qualidade, e não quantidade. :)


Vou largar tudo que estou lendo para ler Susan Sontag

13 de janeiro de 2016

Tá, nem tudo. Mas a maioria das coisas que comecei a ler (e que consequentemente já estão meio paradas). E eu poderia, simplesmente responder a pergunta "Por quê?" com um enfático "Porque sim!", contudo farei algo melhor, vou mostrar alguns motivos pelos quais vou deixar em hiato algumas coisas e ler o livro da Susan Sontag que comprei nas (não)promoções da Black Friday de 2015.

(Longa) Retrospectiva Literária 2015

9 de janeiro de 2016

Credo, 2015 passou voando. Tenho quase certeza de que 2016 não vai ser tão diferente. =P
Bom, agora virou tradição, então vou sempre fazer Retrospectiva Literária aqui no blog. Eu acho bem gostoso de escrever e fica legal. ^^

Como fiz ano passado, quero relembrar as leituras que fiz; falar um pouquinho do que se passou com elas e responder a tag da Tary

Então vamos ao textão de Facebook de Retrospectiva Literária!

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan